Pensée

Falar de amor... é deixar o amor falar.

Textos



Gift retirado da Internet



Inverno
 
Agressivo, triste, mal-encarado
Ei-lo que chega, rude, sorrateiro;                  
Mesmo aos vinte e um do mês derradeiro
Para carimbar, enfim, seu reinado.
 
A chuva, granizo ou vento gelado
Espelham seu génio vil e matreiro;
Quase cem dias reina o desordeiro
Deixando o povo mui triste e cansado.
 
E chega, finalmente, a primavera
Por nós ansiosamente esperada
Com votos de que não seja severa…
 
A natureza de vivo pintada:
O verde que as árvores regenera
A terra, inteira, de flores bordada.

 
Lucibei@poems
Lúcia Ribeiro
In ”Sonetos”
 
 
Lucibei
Enviado por Lucibei em 07/04/2018
Alterado em 13/04/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras