Pensée

Falar de amor... é deixar o amor falar.

Textos



A minha paz 
 

Absorta me acho no meio do nada
Leva-me o vento norte, o pensamento
Esquecendo a maldade, o vil tormento
E regresso menos desanimada.
 
Luto pelo amor, feito uma danada
Com a alma arejada, com forte alento
Disposta a tudo, a lutar sem lamento
Tendo só para mim, a cousa amada.
 
E muito briosa do meu lutar
Canto as venturas e a paixão vivida
E jamais canso de o amor celebrar.
 
Agora, com a alma já sem ferida
Vivo a vida eternamente a cantar
A paz conquistada, não oferecida.
 

 
 
Lucibei@poems
Lúcia Ribeiro
In “Sonetos
 

03/08/2018
 
Lucibei
Enviado por Lucibei em 04/08/2018
Alterado em 04/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras